Pequenas empresas demonstram força e são as que mais crescem

Student 849822 1920 Contabilidade Em Campo Limpo Sp | Aspecto Contabilidade Blog - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

Compartilhe nas redes!

Quase metade da força de trabalho formal está em empresas de menor porte. Pesquisas mostram que as dificuldades econômicas atingem mais o segmento, e o desemprego leva mais pessoas a empreender

Brasil sofre com o desemprego, que disparou durante a crise. Como a economia ainda não ganhou ritmo suficiente para recuperar o mercado de trabalho, a criatividade e o empreendedorismo têm sido a saída encontrada pelos brasileiros para garantir renda. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que cerca de 12,4 milhões de pessoas estão sem trabalho. Além disso, o poder de compra ficou bastante limitado. Mas as pequenas empresas têm demonstrado força e são, no geral, as que mais crescem, de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), mesmo enfrentando uma série de obstáculos.

Dos 17,5 milhões de pequenos negócios no Brasil, a maior parte está em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. O faturamento médio de cada empreendimento gira em torno de R$ 27,8 mil. Do total, 42,2% pertencem ao comércio e 36,6%, ao setor de serviços. Quase metade da força de trabalho está nas pequenas e microempresas: 44,8% dos empregados formais do país.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, explica que a crise atingiu fortemente esse grupo de empresas por elas serem a fração mais desprotegida pelo sistema político. “A crise macroeconômica atinge grandes, médias e pequenas empresas. Mas pode ser especialmente danosa para as micro e pequenas, que são mais vulneráveis”, diz. Os obstáculos enfrentados, como acesso restrito a crédito, pouca disponibilidade de dinheiro em caixa, a dificuldade de negociação com fornecedores e credores e até mesmo a falta de planejamento e qualificação em gestão, podem tornar a vida dos donos de pequenos negócios ainda mais difícil, avalia.

Melles destaca que o que move a abertura desse tipo de negócio é necessidade de aumentar os rendimentos. Além de alguns serem, na visão dele, puxados pela falta de trabalho. “Estudos do Sebrae mostram que ainda é muito grande no Brasil a proporção de empresários que criam o próprio negócio por necessidade (cerca de 40%). Esses empreendedores são movidos pelo desemprego ou para complementar a renda familiar e têm, em geral, uma menor qualificação para gestão e para planejar o negócio. Em um contexto de crise, são diretamente atingidos”, atesta.

A redução no consumo foi o principal motivo para as perdas que os pequenos negócios sofreram na recessão. “A crise atingiu em cheio a renda das famílias. Nesse contexto, é natural que elas passem a comprar menos. Uma vez que há uma grande concentração de pequenos negócios no setor do comércio (quatro em cada 10 micro e pequenas empresas estão nesse segmento), é normal que sejam os mais atingidos com a retração do mercado”, afirma o executivo.

Ambiente melhor

Apesar do cenário, há quem consiga vencer os obstáculos, diz o consultor financeiro Sérgio Tavares, especializado em Administração de Investimentos pela Fundação Getulio Vargas (FGV). “Muita gente foi forçada a empreender, mas o importante é que algumas pessoas tiveram sucesso. Enxergaram potencial de prestar serviço ou vender de uma forma inovadora, que empresas tradicionais não estavam conseguindo, e tomaram seu espaço no mercado”, observa.

O presidente do Sebrae destaca que a recente aprovação da Lei da Liberdade Econômica e a criação da Empresa Simples de Crédito favorecem a abertura de empresas de pequeno porte. “Em 2019, aprovamos várias medidas que reduzem a burocracia, facilitam o acesso ao crédito e tornam a atividade empreendedora bem mais simples no Brasil”, comemora.

Mas ainda há muito por avançar, admite Melles. “Mas é importante reconhecer os resultados já alcançados”, afirma. Para quem não se arriscou durante a crise, o executivo diz que agora é um excelente momento. “A recuperação da economia começa a ganhar ritmo. E, com a melhora do ambiente de negócios, o momento é oportuno para quem quer empreender”, argumenta.

Fonte: Correio Braziliense Link: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/12/26/internas_economia,816562/pequenas-empresas-demonstram-forca-e-sao-as-que-mais-crescem.shtml

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

O Que é Escrituração Contábil Fiscal - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

O que é Escrituração Contábil Fiscal (ECF) e para que serve?

Documento é obrigatório para todas as empresas, sejam isentas ou tributadas Até 2014, era obrigatório o envio da Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) pelas empresas brasileiras. Este documento foi substituído pela Escrituração Contábil Fiscal, conhecida pela sigla

Qual A Importância Da Medicina Do Trabalho - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

Qual é a importância da medicina do trabalho?

Mesmo com tantos avanços, é fato que boa parte das organizações ainda não entendem qual é a importância da medicina do trabalho. Então é por isso que vamos abordar esse tema. É fato que as empresas precisam se preocupar com

Flutuação De Preços E Estoques - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

Flutuação de preços e estoques

Um dos principais desafios das empresas atuais é a flutuação de preços. Nesse momento existem duas variáveis difíceis de serem previstas: possuir um estoque maior e com isso ganhar descontos por compras grandes e um melhor preço, ou possuir um

Como Calcular O Preço De Venda De Um Produto Ou Serviço - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

Como calcular o preço de venda de um produto ou serviço?

Provavelmente, todo mundo que já pensou em abrir um negócio deve ter pesquisado sobre como calcular o preço de venda de um produto ou serviço. Afinal, essa é uma parte de extrema importância para qualquer empreendimento, já que será responsável

Como Funciona A Previdência Privada Empresarial - Contabilidade na Zona Sul - SP | Aspecto Contabilidade

Como funciona a previdência privada empresarial?

Com as mudanças realizadas na aposentadoria pública há algum tempo, as pessoas começaram a repensar o seu futuro. Com isso, o questionamento sobre como funciona a previdência privada empresarial aumentou. Como consequência, as empresas passaram a investir mais nessa modalidade.

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Em ambientes marcados pela intensa competitividade e turbulências mercadológicas, as…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top